Tem gente que agarra o LIKE com unhas e dentes e só larga de vez em quando. “Não dou LIKEs para gatinhos ou crianças”. “Só dou LIKEs quando não há filtro”. “Não dou LIKEs pra Ponte Estaiada”. “Nunca dou LIKEs quando tem a cor marrom”.

;

Eu me divirto com essa supervalorização. É como se o seu LIKE fosse muito importante. Quando na verdade ele é apenas mais um número ali no Face e no Instagram. Neste último, inclusive, nenhum nome aparece depois que a imagem passa de 10 LIKEs. Ou seja, seu LIKE vale exatamente o mesmo que o de um robozinho ou spam.

;

O LIKE, na verdade, foi a maneira encontrada na Internet para demonstrar um sorriso, uma mexida na sobrancelha, um suspiro, uma gargalhada, uma lágrima. Ou seja: o LIKE é qualquer reação positiva corporal ou sentimental. É a maneira de você tirar a frieza da Internet e demonstrar pros outros que você reagiu de alguma maneira. Só isso. Se você não deu o LIKE é porque não reagiu de maneira alguma. Ou não gostou do que viu. Mas é preciso estar alguns degraus acima dos demais terráqueos para não se curtir absolutamente nada de uma simples foto ou de uma frase inocente.

;

Pra mim, o LIKE é apenas uma brincadeira. Eu sorrio de lado, dou LIKE. Acho bacana a imagem, dou LIKE. Acho legal o lugar, dou LIKE. Eu sou um dos maiores distribuidores de LIKEs das redes sociais. É como meu amigo Eduardo Severi diz: ele entra no face e LIKE, LIKE, LIKE, LIKE. Entra no Instagram e LIKE, LIKE, LIKE, LIKE. É uma metralhadora de LIKEs.

;

É tudo uma grande brincadeira. É um joguinho. Pura diversão. Não tem nada de sério, nada de artístico, nada de pessoal. Estamos só brincando. Ganhando pontinhos nesta brincadeira chamada Redes Sociais.

;

Gente que leva a sério não entende a leveza da Internet. É só um post. É só uma imagem. É só uma música.

;

Então parem de miguelar o LIKE. Aproveitem dando um neste post – aqui embaixo ou lá no Face. 😉