Home

****

Ontem, o vocalista do Interpol, Paul Banks, fez um belo show no Cine Jóia, tocando as músicas do incrível álbum solo “Banks”, do ano passado, e do seu pseudônimo, Julian Plenti, lançado há alguns anos. Confesso que nunca tinha dado a atenção merecida ao Plenti – fui ouvir decentemente só no ano passado, com o lançamento de “Banks”. Pois ontem, no Cine Jóia, Plenti/Banks sacudiu uma platéia esvaziada mas fiel. Eu sabia que Interpol tinha muitos fãs – vide os shows que vi no Via Funchal, Planeta Terra e Clash – mas não imaginava que Banks tinha construído um público fanático. Belíssimo show. A própria banda estava espantada: o guitarrista apontava com a cabeça para o público e apontava em seguida para Banks, como se estivesse dizendo: “olha só, eles estão assim por você”. Simpático, competente e feliz, Banks mereceu todo o carinho do público de ontem.

O Lúcio Ribeiro curtiu menos que eu, aqui. O Omelete compartilhou minha opinião, aqui.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s