Home

Eu vi a Teoria do Caos pela primeira vez em “O Som do Trovão”, conto de Ray Bradbury. Depois, em “Jurassic Park”, do Spielberg. Enfim, acho que todos vimos mais sobre ela em “Efeito Borboleta”. Agora, mais um filme trata do assunto: “Mr.Nobody”, nunca lançado no Brasil e, por isso, sem título em português. Produção franco-canadense estrelada por Jared Leto, o filme me foi indicado por Stephan Maus. É um emaranhado de possibilidades na vida de Nemo, o último ser humano mortal vivo no planeta, prestes a completar 120 anos. Ele tenta se recordar de sua vida e, ao fazê-lo, nos apresenta infinitas possibilidades para ela, ora morrendo aos 34, ora se casando com uma depressiva, ora se casando com o amor de sua vida. Uma das possibilidades, inclusive, é que todas sejam reais. Outra, que nenhuma seja, e de que tudo não passe da imaginação de um garoto de 9 anos. Não vou falar muito para não estragar sua experiência, mas esta é um ficção científica das boas, daquelas que quebram sua cabeça e fazem você refletir bastante sobre suas escolhas e experiências (mais sobre o assunto aqui). Roteiro impecável e direção criativa, o filme, apesar de grandioso e com bons efeitos e maquiagem, tem um ar gostoso de cinema independente.

 

Ray Bradbury

Anúncios

3 pensamentos em ““Mr. Nobody” e um caminhão de possibilidades

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s