Home

Confirme presença no lançamento do livro “Vozes Na Rua”

Abro um espaço nesta semana para inundar o blog e o Facebook de agradecimentos às pessoas que escreveram os textos de apoio e me ajudaram com capa e fotos. Um a um, irei agradecer aos que contribuíram na produção do livro e que estarão, de alguma forma, lançando “Vozes Na Rua” comigo no próximo sábado. Pois bem.

Faz uns dois anos, entre queijos e vinhos numa enoteca de Palermo Soho, Buenos Aires, cidade que o escritor André Takeda escolheu para viver (e para onde raptou minha amiga Giovana Fazzio), perguntei a ele como havia sido o processo de execução dos dois livros dele, “Clube dos Corações Solitários” e “Cassino Hotel”. Eu estava começando o meu. E, ouvindo o relato dele, de como foi que ele escreveu as duas obras, decidi ir em frente com a minha. Nada mais justo que eu chamasse André para escrever a orelha do meu primeiro livro. Publicitário ocupado, cheio de reuniões internacionais, arrumou um tempo na agenda e foi um dos primeiros a ler Vozes Na Rua. Me entregou um texto maravilhoso, do qual tenho muito orgulho. André, muito obrigado. Suas palavras foram inclusive para o Book Trailer do lançamento, de tão boas. Jamais vou esquecer sua ajuda. Para quem quer conhecer, este é o texto:

“Para Artur, um jovem aspirante a fotógrafo, não foi apenas por 20 centavos. Cego por um egoísmo que o faz negar a realidade, mal percebe que tudo se desmorona ao seu redor. Dinheiro, apartamento, amigos, namorada, família. Até que sem querer se vê no meio das manifestações de São Paulo de Junho de 2013. E, perdido no meio de um mar de desconhecidos, Artur vai ter a chance de voltar a se encontrar consigo mesmo.

Vozes Na Rua é sobre amizade, mas também é sobre política. É sobre política, mas também é sobre família. É sobre família, mas também é sobre São Paulo e todos seus mundos e submundos. Sob um pano de fundo verídico, o romance de estreia de Daguito Rodrigues joga uma luz humana a um momento histórico do Brasil contemporâneo. E emociona com sua narrativa escrita de veias abertas.

Se para Artur foi por mais que 20 centavos, para o leitor será por muito, muito mais. Porque este livro não é apenas um romance. É uma manifestação pelo amadurecimento que não chega sem a dor. E, sobretudo, pela esperança por uma cura, um alívio, um respiro. Tudo o que precisamos é sair para a rua. E você? Vem para a rua?”

André Takeda é autor dos livros “Clube dos Corações Solitários” e “Cassino Hotel”.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s