Escrever. Escrever para quê? Para si, para ser, para saciar e se entender. Escrever para publicar, para postar e se promover. Para externar e emocionar. Os outros e a si mesmo. Mas as palavras são erradas, de dores passadas e de um futuro que nunca foi. Então não podia mais escrever. Escrever para o ego, para a crítica e para a risada? Dos outros e de si mesmo! Quem lê hoje em dia? Muitos. Mas e você? Escrever, escrever, escrever. É a regra para aprender, ler e escrever. Há regras de verdade? Então escrever para quê? Para ninguém ler.

Anúncios