Home

Whippets dormem na cama de seus donos. Entocados sob os lençóis, nos nossos pés. Esta noite acordei com o meu se debatendo. Ofegante. Tremia e chutava, costumam ter pesadelo. Até que parou. Foi como se congelasse, nenhum movimento. Assustei, com medo dele ter se sufocado debaixo do lençol. Estava acordado. Foi quando lembrei que quem teve pesadelo fui eu. Sonhei com uma guerra contra a Venezuela. Os brasileiros aplaudiram nas ruas antes dos primeiros bombardeios. Doeu quando o Cristo Redentor foi destruído. Quando o ataque a Angra provocou um vazamento nuclear. São Paulo foi arrasada, assim como Itaipu. Milhares se dirigiram às fronteiras. Os mais abastados, fugiram de avião. Em vão. Nenhum país tinha capacidade para absorver tantos refugiados. Era vergonhoso ser brasileiro. Um país jogado numa guerra que não era sua, cego por um amor a uma pátria segregada e desigual e por um ódio alimentado ano a ano pela lavagem cerebral. As pessoas quando tomam decisões com o fígado nunca brindam no futuro ao se lembrarem do erro do passado. Ainda bem que foi só um pesadelo. Logo o whippet voltou a dormir. Eu não. 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s