Home

M. Night Shyamalan é um mestre da narrativa, conduzindo os roteiros – dele – sempre com mão de ferro, em total controle da história.

Graças ao estouro de “Sexto Sentido”, ficou conhecido pelos plot twists – algo que se tornou um peso em sua carreira, com o público esperando o mesmo impacto daquele filme. Sim, ele costuma trazer pelo menos um plot twist em suas obras, mas pra mim essa não é a principal característica de seus filmes.

Acredito que o grande toque autoral de Shyamalan seja – sempre trabalhando na chave do suspense/terror – pegar temas normalmente considerados “menores”, quase de filmes B, e os tratar com muito respeito e seriedade, filmando como a um grande drama adulto, com personagens profundos, que carregam traumas do passado, além de roteiro/direção de altíssima qualidade.

Veja só: fantasmas (Sexto Sentido), superheróis (Corpo Fechado), extraterrestres (Sinais), monstros (A Vila), seres fantásticos (A Dama Na Água), apocalipse (Fim dos Tempos), mockumentary (A Visita) e sequestro/serial killer (Fragmentado).

Repare que deixei de fora suas duas obras por encomenda, em que ele não pôde imprimir sua marca: O Último Herdeiro do Ar e Depois da Terra – não por acaso, a pior fase de sua carreira. Esses dois, por ele trabalhar mais como contratado do que como autor, deixarei de lado neste post. Acho ambos bem ruins e esquecíveis. Alguém lembra?

Elenco abaixo, minha ordem de preferência, terminando com o melhor:

08. Fim dos Tempos

 

Massacrado na época do lançamento, é o longa em que ele assume descaradamente a aura de filme B, levando isso inclusive para a atuação plástica de todo o elenco. A partir de uma premissa impactante, com uma sequência inicial arrebatadora, Shyamalan nos leva para o interior dos EUA, aprofundando o estilo de terror B, quase anos 50, meio bobo, meio inocente, mas delicioso de se ver quando se tem a consciência de que é proposital. Culminando na revelação quase absurda que explica o tal Apocalipse. Me lembrou, de certa maneira, a primeira filmagem de Guerra dos Mundos, levando o absurdo cada vez mais a sério. No entanto, algumas coisas não funcionam, outras incomodam, e a narrativa é bastante irregular: os primeiros minutos do filme causam um impacto tão grande que nenhum outro momento da obra consegue sequer chegar perto.

07. A Dama Na Água

Até hoje odiado pela maioria do público, é um filme que eu amei assistir no cinema. Saí realmente encantado e querendo rever. A presença constante da Guerra do Iraque na TV é uma forma de Shyamalan gritar que o mundo precisava de mais poesia e fantasia nos terríveis anos Bush (mal sabia ele que viriam os anos Trump-Bolsonaro). Uma fábula pura e inocente, ao mesmo tempo em que Shyamalan se vinga de quem o odeia – literalmente – matando o personagem que é crítico de cinema. Ele também atua como um escritor que vai lançar um livro que mudará a civilização – piada com as críticas de que ele seria um cineasta pretensioso e egocêntrico.

06. A Visita

Pra mim, o plot twist mais incrível e assustador de toda a sua filmografia – sim, mais que Sexto Sentido, até porque saquei que Bruce Willis estava morto antes do filme fazer a revelação. Aqui, fui pego totalmente de supresa e me arrepiei todo. É de se agarrar na poltrona de medo! Desesperador. Um misto de terror com comédia, brincando com o estilo mockumentary.

05. Fragmentado

Segundo filme seguido de baixo orçamento e que o recolocou no time dos grandes cineastas do mainstream. Sucesso inesperado, trata com profundidade o velho terror psicológico sobre serial killers e sequestros, dando uma virada para o fantástico na metade final e com um plot twist para fãs na última cena.

04. Sinais

O mais hitchcockiano de sua filmografia, é um tratado sobre o suspense. Ele leva às últimas consequências a regra “mostrar pouco causa mais medo”, narrando uma invasão alienígena de dimensão planetária a partir da visão de três personagens enclausurados numa fazenda no meio do nada. Escolha genial. Na época, o plot twist – e a fraqueza dos ETs – foi muito criticado, chamado de ridículo. Não vejo muito por quê. Não é um plot twist forte, mas quem espera sempre algo impactante nada mais é do que órfão de Sexto Sentido. Cada filme tem o que a história pede e, pra mim, o ponto fraco dos ETs me pareceu bem interessante – basta lembrar que em Guerra dos Mundos, como na invasão espanhola da América, o culpado foi o vírus da gripe.

03. O Sexto Sentido

Sua obra mais popular e bem sucedida financeiramente, com talvez o plot twist mais famoso do cinema. Já se falou muito sobre o filme. Experiência fantástica pro espectador. Indicado ao Oscar.

02. Corpo Fechado

Difamado na época, até pela péssima campanha publicitária que tentou vender como um novo Sexto Sentido (foi o filme seguinte), cresceu ao longo dos anos até se tornar ainda mais cultuado que o anterior. Talvez seja seu filme com fãs mais apaixonados – pode apostar que alguns virão no post reclamar por ele não estar no topo da minha lista. Fantástico.

01. A Vila

Meu favorito e, pra mim, sua grande obra até agora. O mais coeso e bem acabado de todos. É um tratado sobre o medo, sobre como a manipulação desse sentimento está a serviço do poder – e de quem detém esse poder. Claramente uma metáfora dos anos Bush, em que a ameaça “terrorista” justificava barbaridades e amedrontava a população americana através do sistema de alerta de cores (como no filme). Visto em 2018, a obra ganha força também como metáfora das eleições brasileiras deste ano: o modo como um medo (inventado) do comunismo (inexistente) manipulou grande parte das pessoas que, cegas, fugiam e não aceitavam a cor vermelha. Uma obra-prima. O modo como eles nos mostra o poder do medo causou frustração no público médio da época – SPOILER ALERT – afinal, ele esfregou na cara dessas pessoas que todo o medo que passaram na primeira metade do filme era infundado e totalmente criado não só pelos personagens mas pelo próprio roteiro. Que foda! Como se o espectador fosse uma cobaia para que Shyamalan provasse sua tese. Coisa de gênio. Além disso, o segundo plot twist deste filme é muito bom.

Que venha Glass, o terceiro da inesperada trilogia Corpo Fechado-Fragmentado.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s